sábado, 17 de outubro de 2009

Mais umas provas de como vou mesmo para o Inferno

O meu colega diz-me:
- Sabes a rapariga que trabalha na companhia de táxis aqui ao lado?
- Sei quem é, já falei com ela imensas vezes.
- Ela está a chorar, gritar, esbracejar, mesmo a perder o juízo porque descobriu que o pai é pedófilo.



Eu fiquei chocada nos primeiros segundos e depois ri porque o meu colega disse aquilo de uma maneira mesmo engraçada...

Acordei há pouco com barulho, como se estivessem a dar murros na parede, obviamente que acordei maldisposta. A razão dos murros: o rapaz quer-se suicidar porque a namorada deixou-o.
Eu toda irritada digo-lhe: entendo que o teu coração esteja partido e o caralho mas se te queres matar vai para rua e faz pouco barulho porque algumas pessoas precisam de dormir. E já agora, usa comprimidos, são mais eficazes e é mais fácil de limpar....

Eternal damnation I tellz ya!