domingo, 4 de janeiro de 2009

Livros da minha infância

Estou em dívida com o Sr. Ervi e como mais vale tarde que nunca, aqui vai.

Nunca fui menina de gostar de banda desenha, mas a Anita, o Noddy e os clássicos (Branca de Neve, Cinderela e tal) fizeram parte das minhas primeiras leituras.

O primeiro livro que me lembro de ter recebido foi um d'Os Cinco, depois disso e graças à biblioteca itinerante, li e reli a colecção toda d'Os cinco, d'Os Sete, d'O Clube das Chaves, d'Uma Aventura, mas os meus favoritos eram sem dúvida os livros da Patrícia! O que eu adorava as aventuras da Patrícia.
Havia outra colecção de livros que eu gostava de ler chamada Úrsula mas não consigo encontrar nenhuma informação na internet sobre ela, alguém reconhece o nome?

Obviamente que a fase dos livros de aventuras passou e comecei a ler os clássicos juvenis, Júlio Verne, Louise May Alcott, os clássicos portugueses e tudo o que me aparecia pela frente...
Depois tive uma fase da qual me arrependo em que só lia lixo, Sabrinas, as Biancas, as Julias e merda assim, mas I grew out of it eventually :op

Em casa da minha avó, um dos meus tios guardava alguns livros e eu sempre à procura de novos livros para ler, talvez com 10/11 anos sem saber "iniciei-me" em leituras para as quais não tinha maturidade (a todos os níveis) além de não ter conhecimentos sobre o assunto, e refiro-me a conhecimentos sobre a anatomia do homem e da mulher, das relações (físicas) entre homens e mulheres, mulheres e mulheres, etc etc etc.
Aparentemente o meu tio gostava de literatura erótica e então um dos primeiros livros que li foi (e isto só descobri à uns meses atrás) foi Juliette do Marquês de Sade.
Felizmente não fiquei scarred for life.
Agora tenho que sodomizar o meu urso de peluche, acho que ele já tem saudades.

5 murmúrios:

Rui 4 de janeiro de 2009 às 17:13  

Ui! Os meus pais tinham uma enciclopédia (atenção que não era só um livro) intitulada de "O sexo e você". Aos 12 anos já era quase um sexólogo credenciado :P

Mas tu foste mais hard-core!

Ervi Mendel 4 de janeiro de 2009 às 23:04  

Dá umas palmadinhas ao urso por mim!

Bruno Fehr 5 de janeiro de 2009 às 02:54  

Nunca gostei desses livros, li o "uma aventura no supermercado" e não desgostei depois tentei ler o "uma aventura no deserto" e quase morri de tédio.

O meu primeiro livro foi:
Fábulas de La Fontaine

"Agora tenho que sodomizar o meu urso de peluche, acho que ele já tem saudades."

Ahahahaha, acho que sim, se ele tem estado lá para ti, quando precisas, ele merece um pouco de atenção :)

Bruno Fehr 12 de janeiro de 2009 às 06:16  

Hoje vim aqui... voltei ao post de 27 de Dezembro e pus-me a pensar...

PaLaH 13 de janeiro de 2009 às 02:26  

Bruno, parece que o contrário também é verdade... Se a minha vida não é interessante também não há blog...
Marasmo absoluto.